Família gaúcha viaja mais de 1,6 mil km para casa de parentes mineiros: 'Talvez eu não consiga esquecer nunca'

  • 18/05/2024
(Foto: Reprodução)
Moradores de Porto Alegre, a casa em que vivia Airton, a esposa Evelyn e o filho Cadu de 5 anos fica perto do Rio Guaíba, que ultrapassou a cota de inundação de três metros e chegou a quase seis. Família de Porto Alegre viaja 32h em busca de abrigo em Juiz de Fora Reprodução/TV Integração Depois de 32 horas de viagem e mais de 1,6 mil quilômetros percorridos, Airton da Silva Júnior e a família conseguiram sair do Rio Grande do Sul, que vive a maior tragédia climática já registrada, e encontraram conforto e segurança na casa dos pais em Juiz de Fora. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Moradores de Porto Alegre, a casa em que vivia Airton, a esposa Evelyn e o filho Cadu de 5 anos fica perto do Rio Guaíba, que ultrapassou a cota de inundação de três metros e chegou a quase seis. "Foi coisa de dois minutos e a água já estava subindo", contou Evelyn Batista". Dez minutos depois, a água invadiu a casa da família, que saiu com a roupa do corpo, a criança nos ombros e a cadela na mochila. "Fomos para o local onde eu estava trabalhando mas essa parte também encheu no ápice da enchente, em alguns pontos não dava pé para um adulto", relembrou Airton, que trabalha como analista de sistemas. Enquanto água subia, eles procuraram um local seguro para se abrigarem e foram ajudados por uma amiga, moradora de um local mais alto na capital gaúcha. Foram seis dias em busca de mantimentos até conseguirem dinheiro para sair do estado rumo a Minas Gerais. "A gente foi de carona de Porto Alegre até Florianópolis, depois pegamos um ônibus para o Rio de Janeiro e de lá conseguimos vir para Juiz de Fora", completou Evelyn. Família viaja mais de 32h de Porto Alegre para Juiz de Fora para fugir da enchente 'Talvez eu não consiga esquecer isso nunca' 🔔 Receba no WhatsApp notícias da Zona da Mata e região Mesmo em segurança, a família conta que está difícil esquecer tudo que vivenciaram. "Tem dois dias que chegamos e eu não consegui beber ou comer direito. É desesperador, eu não desejo para ninguém e talvez eu não consiga esquecer isso nunca", disse Evelyn. De Minas, Airton já tenta unir forças e doações para voltar ao Rio Grande do Sul quando a água baixar e reconstruir o lar da família, com a esperança de não vivenciar de novo uma tragédia como esta. "Graças a Deus o Brasil abraçou o Rio Grande do Sul e vamos dar a volta por cima", contou. Airton da Silva ao lado da esposa Evelyn Batista e o filho do casal, Cadu. Reprodução/TV Integração LEIA TAMBÉM: Quase dois dias de viagem e 1.500 km: grupo de jipeiros sai de MG e vai de carro até o RS para distribuir doações e fazer trabalho voluntário Enchentes no RS: confira pontos de arrecadação de doações em Juiz de Fora e região Veterinária de Barbacena está na linha de frente no resgate de animais no Rio Grande do Sul 📲 Siga o g1 Zona da Mata: Instagram, Facebook e Twitter 📲 Receba no WhatsApp as notícias do g1 Zona da Mata VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

FONTE: https://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/noticia/2024/05/18/familia-gaucha-viaja-mais-de-16-mil-km-para-casa-de-parentes-mineiros-talvez-eu-nao-consiga-esquecer-nunca.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. Bloqueado

Gusttavo Lima

top2
2. Vai Lá Em Casa Hoje

George Henrique & Rodrigo e Marília Mendonça

top3
3. A Maior Saudade

Henrique & Juliano

top4
4. Vontade de Morder

Simone & Simaria e Zé Felipe

top5
5. Abalo Emocional

Luan Santana

Anunciantes